é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Mercado

Publicada em 23 de janeiro de 2019 às 12h08

Relembre a trajetória de Fernandão

Atacante ainda é o artilheiro do clube na era dos pontos corridos

Da Redação

2019-01-23-10-53_capafernandao20134
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

 

Depois de semanas de especulação, negativas da diretoria e diversas postagens de ambas as partes nas redes sociais, Bahia e Fernandão estão prestes a selar o casamento fruto de um namoro que já durava 5 anos.

Nos últimos dias, a imprensa e até mesmo torcedores já davam o acordo como fechado, apesar das negativas do presidente Bellintani. Segundo ele, Fernandão só retornaria ao Bahia agora se fosse encontrado petróleo na Cidade Tricolor.

Na noite de terça o próprio Bellintani publicou uma foto de operários escavando próximo a um campo de futebol. Se pairava alguma dúvida de que se tratava de uma brincadeira do comandante tricolor, na manhã desta quarta a coisa ficou ainda mais interessante para a torcida do Esquadrão. Em sua conta oficial no Twitter, o Bahia publicou um GIF com um poço jorrando petróleo.

Ainda que o anúncio oficial não tenha saído fica claro que o atacante de 31 anos é o novo reforço tricolor para a temporada. Considerado ídolo por boa parte da torcida, Fernandão ficou menos de um ano no Bahia. Chegou no meio do Baiano e antes de acabar o Brasileiro, já tinha sido vendido pelo Athletico-PR para o Bursaspor da Turquia. Relembre a passagem do camisa 9 carioca pelo Bahia:

Contratação por “fita”

Desconhecido pela maioria da torcida e imprensa esportiva, José Fernando Viana e Santana, o Fernandão, foi anunciado em abril de 2013 sob desconfiança geral. Isso só se agravou depois que o então treinador Joel Santana afirmou que viu uma fita com os melhores lances do jogador e aprovou sua vinda . Autor de apenas 4 gols na série B de 2012 pelo Athletico, o atleta via no Bahia a chance de se destacar na Série A do Brasileiro.

Seu começo

A estreia de Fernandão como titular não poderia ser pior. Um mês após sua chegada, começou jogando no clássico do 7x3 na Fonte Nova. Mesmo marcando 2 gols e dando assistência para o terceiro, Fernandão foi envolvido na maior crise institucional da história do clube que culminaria na intervenção judicial capitaneada por Carlos Rátis.

Destaque no Brasileiro e venda antecipada para a Turquia.

Se o cartão de visitas apresentado no Ba x Vi da Vergonha ficou manchado, Fernandão aproveitou o Brasileiro para enfim mostrar suas credenciais e artilheiro. Artilheiro da equipe com 15 gols (número que ainda não foi alcando por nehum atacante tricolor na era dos pontos corridos), revezava a titularidade com outros dois atacantes estilo camisa 9, Obina e Souza.

Apesar disso, o centroavante não ficou livre das vaias da torcida, sendo vaiado em algumas partidas por conta do jejum de gols que enfrentou e pelo mal desempenho da equipe de Cristóvão Borges dentro de casa.

Recuperada a boa forma, o atacante chamou a atenção do futebol turco e antes mesmo que seu empréstimo no Bahia terminasse, o Athletico negociou sua venda para o desconhecido Bursaspor da Turquia, time que defendeu por uma temporada e onde foi novamente artilheiro. Seu faro de artilheiro acabou conduzindo o carioca a um dos maiores clubes da Turquia, o Fenerbahçe, conhecido no Brasil por ser o time onde o meia Alex virou ídolo.

 No Fener, o novo camisa 20 do Bahia marcou 50 gols em 104 partidas entre 2015 e 2018, quando foi transferido para o Al Wheda, da Arábia Saudita que investiu em diversos nomes brasileiros na última temporada, como o treinador Fábio Carille e o meia Régis, emprestado pelo Esquadrão.

Apesar de não conseguir repertir na Arábia o mesmo futebol visto em campos baianos e turcos, Fernandão sempre esteve no topo da lista de desejos da maioria da torcida tricolor. Desde sua saída, um possível retorno sempre foi ventilado, mas descartado pelas altas cifras envolvidas.

Agora de volta a Salvador, Fernandão terá quase 2 anos e contrato para justificar tamanha idolatria e expectativa do torcedor do Bahia e mesmo de parte da imprensa esportiva baiana.

Seis anos mais velho, não é mais o “jogador de fita” desconhecido e desacreditado que chegou em meados de 2013 e terá ao seu redor um clube melhor e um elenco mais qualificado que aquele que deixou para traz ou final daquele ano.

Mais do que um reforço nas 4 linhas, Fernandão certamente foi trazido com a expectativa de dar retorno comercial ao clube. Seja incentivando novas associações, seja levando mais torcedores aos estádios para matar saudades do artilheiro de 2013.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.