é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 15 de janeiro de 2019 às 18h37

Manutenção do time de 2018 é a aposta de Enderson para iniciar 2019

Técnico quer contar com o entrosamento da equipe que terminou a temporada passada

Victor de Freitas

2019-01-15-18-24_capaenderson7
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Para alegria da nação, o Bahia vai finalmente voltar a jogar. Após um mês e meio de espera, a torcida tricolor voltará a ver o Esquadrão a partir desta quarta-feira (16), em partida válida pela primeira rodada do Nordestão.

O primeiro desafio de 2019 será contra o CRB, contra quem Enderson Moreira espera por um jogo difícil. Para a estreia no ano, o treinador tricolor destaca a importância de manter a base da equipe que terminou 2018.

"Todos se apresentaram em uma condição muito boa em termos físicos. Claro que a gente tem que partir praticamente daquilo que terminou o ano passado. A gente vai tentar manter uma base e, aos poucos, inserir os demais atletas. A gente vai partindo daquilo que já tinha como uma base de equipe e aos poucos e introduzindo os atletas e buscar uma melhor formação", falou o técnico do Esquadrão.

"Claro que a gente quer contar sempre com o entusiasmo do torcedor, com a confiança, acreditar que a gente pode fazer uma ótima temporada. Claro que o tempo e preparação para esse início é muito pequeno. A gente quer encurtar ao máximo para que possa mostrar, já nessa primeira partida, pontos positivos, que a gente possa conseguir neutralizar a equipe do CRB. Vai ser um jogo muito difícil, tenho muita consciência disso. Roberto Fernandes sempre monta ótimas equipes, teve um processo de recuperação muito bom no ano passado, conseguiu tirar o CRB da perspectiva de rebaixamento", disse o treinador.

Além da competição regional, o Bahia tem mais quatro torneios para disputar em 2019 – Campeonato Baiano, Copa do Brasil, Sul-americana e Brasileirão – a exemplo do que aconteceu em 2018.

Enderson destacou que o objetivo é obter resultados expressivos em todas as competições que disputar no ano.

"Pressão no futebol é sempre por bons resultados. Imagina se a gente ganha a Copa do Nordeste ano passado, estaria hoje: 'Posso perder porque ganhou ano passado'. Isso não existe. A gente tem que trabalhar para ganhar tudo. Se acontecer isso, ganho estátua, mas não vai acontecer. Tem muita coisa importante, mas se a gente não conseguisse ficar na Série A, seria muito traumático. A gente quer ganhar tudo, mas tem competição que tem peso importante. O Brasileiro é divisor de águas. Se você permanece muitos anos na Série A, você muda gradativamente seu patamar. A gente sabe que o peso do Brasileiro é enorme. Disputar uma Série B sempre é muito traumático. É muito importante que a gente possa participar de todas essas competições, que a gente possa manter o Bahia na Série A por uma sequência boa de anos", avaliou o treinador.

A escalação do Bahia para a estreia na Copa do Nordeste terá nove atletas remanescentes do ano anterior, com os reforços de Artur e de Guilherme. A partida contra o CRB acontecerá nesta quarta-feira (16), às 20h30, na Fonte Nova.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.