é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | História

Publicada em 13 de novembro de 2018 às 11h01

Bahia é o time que mais trocou de técnico no Brasil desde 2003

Esquadrão teve 63 mudanças de comando entre 2003 a 2018

Victor de Freitas

2018-10-18-16-28_capaendersonmoreira47
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Dirigir o Bahia nunca foi fácil, devido à grandeza e tradição do clube, além da enorme massa de torcedores, que pressionam em busca de alegria e mais títulos para a galeria de troféus. Foi ainda mais difícil comandar o Esquadrão em tempos obscuros vividos na maior parte do século XXI, até 2013, quando uma nova era se instaurou dentro do Tricolor de Aço.

Nas últimas 16 temporadas, o Bahia é o recordista nacional de trocas de treinadores, ao lado do Atlético Paranaense. O levantamento foi feito pelo GloboEsporte.com.

Entre os anos de 2003 a 2018, o Bahia teve 39 técnicos, oito interinos diferentes e 63 trocas de comando.

Com isso, o tempo médio de um técnico tricolor neste período é de apenas quatro meses.

Em meio à ‘era dos Guimarães’, o clube viveu os piores momentos de sua história, caindo para a Série C e ficando na terceira divisão por dois anos. Foram nada menos do que 15 técnicos apenas entre 2003 a 2007.

Quem mais ficou no comando

Em uma mesma passagem, Arthurzinho foi quem mais conseguiu se segurar no comando do clube. Entre 2006 a 2007, ele dirigiu o Esquadrão por 66 partidas.

Em 2004, Vadão dirigiu o time ao longo da temporada completa.

Técnicos com mais passagens neste período

Arthurzinho, Charles Fabian, Guto Ferreira, Joel Santana, Lula Pereira e Paulo Comelli tiveram duas passagens, cada um, desde 2003.

Melhor aproveitamento

Doriva foi o treinador com maior aproveitamento com o Bahia, em 2016, deixando o clube com 69% em 36 jogos, mas foi demitido por conta de má campanha na Série B.

Pior aproveitamento

Rogério Lourenço foi uma surpresa ingrata assim que foi anunciado como técnico em 2011. Seu desempenho seguiu a linha de desaprovação. Teve 27% em cinco jogos.

Mais títulos

Guto Ferreira foi o único técnico a ganhar dois títulos com o Bahia desde 2003.

Passagem relâmpago

Em 2009, Paulo Comelli bateu recorde ao permanecer no clube por apenas 24 dias.

Todos os técnicos e interinos que passaram pelo Bahia desde 2003:

2003: Candinho, Gil Sergipano, Bobô, Evaristo de Macedo, Marcelo Chamusca, Lula Pereira, Edinho

2004: Vadão

2005: Hélio dos Anjos, Zetti, Jair Picerni, Carlos Amadeu, Procópio Cardoso

2006: Luis Carlos Cruz, Charles Fabian, Mauro Fernandes, Charles Fabian, Lula Pereira, Arthurzinho

2007: Arthurzinho

2008: Paulo Comelli, Arthurzinho, Roberto Cavalo, Ferdinando Teixeira,

2009: Alexandre Gallo, Paulo Comellli, Sérgio Guedes, Paulo Bonamigo,

2010: Renato Gaúcho, Márcio Araújo

2011: Rogério Lourenço, Chiquinho de Assis, Vagner Benazzi, René Simões, Eduardo Barroca, Joel Santana

2012: Falcão, Caio Júnior, Jorginho

2013: Jorginho, Joel Santana, Cristóvão Borges

2014: Marquinhos Santos, Gilson Kleina, Charles Fabian

2015: Sérgio Soares, Charles Fabian, Aroldo Moreira

2016: Doriva, Aroldo Moreira, Guto Ferreira

2017: Guto Ferreira, Jorginho Tetra, Preto Casagrande, Carpegiani

2018: Guto Ferreira, Enderson Moreira

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.