é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Djalma Gomes
Publicada em 19/03/2018 às 14h25

Visível desconforto

Um time que ainda não passa confiança ao seu torcedor é o que o Bahia tem neste momento. Teria Guto Ferreira chegado ao limite da sua capacidade de poder fazer esse time jogar bola? Não falo só da parte técnica, também avento a possibilidade de estar havendo degaste no relacionamento entre mestre e alunos. Porém, só devemos fazer qualquer juízo de valor sobre isto no próximo domingo. Em Juazeiro, o Bahia jogou também contra um gramado que não facilita o desenvolvimento de um futebol de toque de bola e passes rasteiros mais longos.

"Você está conduzindo a bola, ela fica quicando, você quer achar o ponto de batida e não acha. Quantas vezes nós chegamos em uma condição em que faríamos o gol, um cruzamento, batemos na bola e isolamos aqui para fora? Não é desculpa. É a realidade de quem está aqui. Logicamente a gente queria triunfar, não conseguimos e levamos um empate que não é ruim" - Análise de Guto Ferreira sobre o estádio Adauto Moraes, em Juazeiro.

Em tese, o elenco tricolor tem inegável qualidade, entretanto ainda não fez o que dele se espera dentro de campo. Está muito aquém de mostrar um futebol que passe a confiança devida à torcida. É visível o desconforto do torcedor em ralação ao futuro do Bahia no restante deste ano. Então vem a pregunta: onde estaria o problema, na máquina ou no maquinista? Há vários atenuantes a favor do treinador tricolor e temos que considerar os fatos. Mas há também concernentes pontos discordantes não menos consideráveis.

De justificativa em justificativa, o time treinado por Guto segue muito abaixo daquilo que a torcida deseja ver. Continuo na dúvida sobre qual seria a melhor atitude da diretoria do clube: demitir o treinador ou continuar com ele tentando superar as dificuldades do time em campo. Confesso que não tenho opinião formada sobre isto - o Bahia, por ser um time de massa, tem um grau muito elevado de intolerância nas arquibancadas, e isso, querendo ou não, pressiona o time, o treinador e a diretoria. É nesse ponto que talvez as brumas estejam impedindo de se achar a saída mais adequada ao momento.

Com as coisas não acontecendo como esperado, a estadia dessa comissão técnica ficará circunstancialmente dependente do próximo jogo. Arriscaria um palpite até: se o Juazeiro desclassificar o Bahia na Fonte Nova, cairá toda a comissão técnica. Escrevi algumas vezes aqui nesta coluna dizendo que não era o momento de trocar comando técnico, porque necessário era deixá-lo desenvolver seu trabalho aquele mesmo que fez do Bahia campeão da Copa do Nordeste, ano passado. Mas os campeonatos nacionais estão chegando e o Bahia precisa competir em alto nível se quiser chegar aos seus objetivos, porque a postura atual do time é anúncio de fiasco na Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Campeonato Brasileiro.

Não há como negar a qualidade também quantitativa do plantel tricolor, mas alguém tem de colocar isto em prática. Se a qualidade existe e é reconhecida, inclusive, por toda a imprensa nacional, então alguma coisa está equivocada, haja vista que o time não consegue corresponder às expectativas do torcedor, da imprensa e da própria diretoria, jogando um futebol convincente.

É nesse patamar de dúvidas elencadas acima que ficarei torcendo por um resultado de excelência - o que não significa exatamente placar elástico - no jogo desta terça-feira contra o Altos e, principalmente, contra a Juazeirense no domingo próximo, pela importância que o Campeonato Baiano ganhou moralmente neste ano para o E.C.Bahia. Em minha opinião, esses dois jogos decidirão a permanência, ou não, de Guto Ferreira no comando técnico do time.

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.