é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Caio Vasconcelos
Publicada em 10/06/2018 às 22h15

Minha Análise - Bahia 3x3 Botafogo

Meus Amigos,

Hoje no Estádio da Fonte Nova, num resultado difícil de digerir, o Bahia não conseguiu vencer o Botafogo pela 11ª rodada do BR/18.

Desde o início do confronto, ficou claro que o nosso maior problema iria perdurar. Os laterais e volantes vem matando o time com erros de passe em demasia, falhas de posicionamento, faltas em excesso e deixando a dupla de zaga muito exposta. Só como ilustração, até a 9ª rodada, Gregore e Elton já tinham feito 40 e 31 faltas, respectivamente.

Apesar desse problema que eu já considero crônico, o Bahia não fez um mal primeiro tempo. Mas foi incompetente para matar o jogo. E aí entrou em ação o tal “problema”. Elton errou uma bola no meio que seria até fácil para efetuar transição ofensiva, devolvendo a bola ao Botafogo. Gregore simplesmente não acompanhou Lindoso que serve o lateral e infiltrou na área. Após falha de Tiago, que tentou cortar de forma inexplicável a bola, o camisa 5 do Alvinegro entra sozinho e serviu Kieza para fazer 1-0.

Mesmo após o resultado adverso, o Bahia continuou buscando o resultado. Criou boas chances, principalmente com Régis, Élber e Kayke, que Jefferson e a zaga salvaram. Aliás, é válido destacar a boa partida de Kayke. Serviu Elber e Zé Rafael em lances que pararam no goleiro carioca. Deu opção e foi uma boa surpresa na FN hoje.

De tanto insistir, o Bahia conseguiu o empate com Régis, após pênalti bem marcado em Lucas Fonseca.  1-1, com um jogador a mais em campo no fim da primeira etapa.

No retorno do intervalo, já com Vinícius no lugar de Elton, o que se esperava era a virada tricolor. E o Bahia começou até bem, com boa movimentação do ataque, mas sem sucesso na finalização.

Porém, novamente o nosso problema crônico apareceu na defesa tricolor. Gregore e Léo permitiram mais uma jogada pelo lado esquerdo, forçando LF a sair para tentar cortar o cruzamento. Tiago ficou sozinho com 3 jogadores e Kieza fez o seu segundo tento. 1-2.

 Após este gol, o Bahia de forma atabalhoada ainda construiu alguns lances de perigo, até que Elber fez boa jogada pela direita e serviu Vinícius livre para empatar. 2-2.

Quando todos achavam que a reviravolta iria acontecer, numa falta inexistente o Botafogo marcou o terceiro, em linda cobrança de falta, indefensável para o arqueiro tricolor. 2-3.

Após este gol, o desespero e a angústia foram uníssonos tanto na cancha de jogo quanto na arquibancada. De forma desesperada, já no apagar das luzes, Nossa Senhora Tricolina mais uma vez não deixou o Esquadrão de Aço na mão. Allione aproveitou o único cruzamento certeiro de Nino, feito com o pé esquerdo, para empatar novamente de cabeça. 3-3.

É óbvio que o ataque não está produzindo o suficiente (somente 9 gols em 11 partidas, sendo que 8 ocorreram em apenas 3 jogos), mas está claro que o Bahia não pode tomar tantos gols por jogo (17 em 11 jogos). Os erros defensivos são recorrentes, sendo necessária uma intervenção do novo treinador de forma urgente. Porque time que toma muito gol acaba indo para a famigerada serie B no fim do ano.

Douglas – Não teve culpa nos gols, mas precisa procurar uma rezadeira. Tudo que vai entra (lá ele).

Nino – Errou todos os cruzamentos de direita. Reconheço seu esforço, lutou bastante, mas precisa melhorar o seu fundamento mais importante. Desperdiçamos muitas chances.

Tiago – Até agora não entendi como ele quis cortar a bola do primeiro gol. Não foi dos piores, mas vem em má-fase.

LF – Um dos poucos que se salvaram. Lutador, raçudo, tendo que cobrir os erros de posicionamento de Léo várias vezes. Ainda sofreu o pênalti do empate.

Léo – Um banco cairia bem. Errou todos os cruzamentos e permitiu o avanço do Botafogo pelo seu setor em várias oportunidades durante o confronto. Parece sem pernas.

Gregore – Faltoso demais, falhou nos dois primeiros gols do Botafogo. Parece fadigado, pois corre por ele e pelo seu companheiro de setor. Tem chegado muito atrasado.

Elton – Passou da hora de sair do time. Não produz nada, erra muitos passes para um jogador que inicia as jogadas e é lento na marcação, fazendo muitas faltas. Joga somente no círculo central. Mais uma partida ruim. Pior em campo.

Régis – Foi bem, fez boas jogadas com Élber e Kayke. Merecia ter feito o gol no rebote de Jefferson, após boa jogada de Élber. Não deveria ter saído do time.

Zé Rafael – Sua pior partida em 2018. Prendeu a bola além do normal, errou passes fáceis e pareceu exausto. Talvez seja à hora de rever sua posição em campo.

Élber – Um dos melhores em campo. Fez boas jogadas pela direita e pela esquerda, além de ter dado o passe para Vinícius empatar.

Kayke – Para mim uma grata surpresa. Fez uma bela partida. Sempre procurando tabelar, criar jogadas de ataque. Deu bons passes para Elber, Zé Rafael e Gregore, que não aproveitaram as jogadas e finalizaram para defesas de Jefferson. Mas mostrou que não pode ser abandonado assim, num elenco com falta de peças no ataque.

Allione – Entrou para jogar por dentro e procurar tabelas. Conseguiu algumas com Vinícius, mas com Zé Rafael nada deu certo. Fez um belo gol de cabeça, talvez inspirado num grande ídolo que usava a camisa 8 que hoje carrega. Merece mais oportunidades, principalmente com Régis e Vinícius no time, pela qualidade dos três.

Vinícius – Entrou bem no jogo, vindo de frente para o lance. Eu o escalaria como um terceiro homem de meio campo, com 3 homens de frente, sem os insuportáveis pontas.

Itinga – Entrou e não teve oportunidades claras.

Cláudio Prates – Suas escalações demonstram uma postura conflituosa. Não acho que mereça oportunidades como treinador principal neste momento.

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.